AEE

AEE
A Sala de Recursos Multifuncionais do Centro de Educação de Jovens e Adultos - CEJA Ana Vieira Pinheiro é um espaço onde o AEE- Atendimento Educacional Especializado acontece considerando as necessidades específicas do aluno para complementar e/ou suplementar a sua formação, identificando, elaborando e organizando recursos pedagógicos e de acessibilidade que favorecem a inclusão e eliminam as barreiras para a plena participação dos alunos com deficiência, fortalecendo sua autonomia na escola e fora dela.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sugestões de Atividades Coordenação Motora Fina

Pegar objetos pequenos e cartelas de números e quantidade. Representação com objetos concretos para trabalhar quantidades com bonequinhos, tampinhas ou palito picolé.

Pintura com Pote de Catchup ou mostarda. Deixe a criança inventar e usar a criatividade.

Brincadeira Discriminação Tátil sem uso da Visão. Esconder as formas geométricas dentro saquinho ou meia. Pedir ou mostrar outra forma geométrica semelhante, a criança pega somente a forma solicitada sem o uso da visão apenas o tato.


Brincadeira Divertida ! Fazer a massinha caseira ( 2 xicaras de farinha de trigo, meia xícara de água e meia xícara de sal) depois pedir a criança para amassar e colocar com uso da colher dentro dos potinhos.

Outra atividade de Números e quantidades cartelas e objetos concretos


Sequência de cores e objetos pequenos com cores diferentes. Pareamento e Sequenciação das cores

Adesivos e os Números. Trabalhar os números associação com quantidades através de objetos concretos ou  bolinhas de papel , adesivos , bolinhas de massinha...
 
 

5 comentários:

  1. TRABALHO COM A INCLUSÃO. ESTOU NA SALA DO AEE, ATENDO UM UM ALUNO COM DEFICIÊNCIA MÚLTIPLA. eSTOIU COM DIFICULDADE EM ATENDER UM ALUNO DE 6º ANO, O MESMO NÃO SABE ESCREVER!!!

    ResponderExcluir
  2. Trabalho com a inclusã numa sala de recursos multifuncionais e tenho dificuldade em trabalhar com um aluno com doença (transtorno) mental. Uma pessoa com deficiência mental deve ser estimulada nas áreas que tem dificuldades e a pessoa com doença mental como deve ser trabalhada? me desclpem a ignorância mas não sei mesmo o que fazer. Recorro a ajudas.

    ResponderExcluir
  3. Olá meu querido visitante!
    Respondendo ao comentário feito por Anonimo em 25 janeiro:

    Trabalhar com aluno com deficiência é um desafio maravilhoso, crescimento pessoal e profissional na certa! Não há receita, mas há muito que estudar. Vc não me diz quais as deficiências o que me impossibilita de dar algumas sugestões mais práticas ( para isso o estudo de caso é indispensável) mas posso recomendar a leitura do fascículo 05 da coleção "A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar" SEESP/ MEC referente a Surdocegueira e Daficiencia Múltipla que está disponível em
    http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=860&id=12625&option=com_content&view=article

    Bons estudos!!

    ResponderExcluir
  4. Respondendo ao comentário feito por Anonimo em 20 de fevereiro:

    Seja bem vindo a este espaço que também é seu!

    Gastaria de elucidar que o Atendimento Educacional Especializado tem um público-alvo estabelecido na Resolução CNE/CEB 4/2009. Diário Oficial da União, Brasília, 5 de outubro de 2009, Seção 1, p. 17:

    Art. 4º Para fins destas Diretrizes, considera-se público-alvo do AEE:
    I – Alunos com deficiência: aqueles que têm impedimentos de longo prazo de natureza física, intelectual, mental ou sensorial.
    II – Alunos com transtornos globais do desenvolvimento: aqueles que apresentam um quadro de alterações no desenvolvimento neuropsicomotor, comprometimento nas relações sociais, na comunicação ou estereotipias motoras. Incluem-se nessa definição alunos com autismo clássico, síndrome de Asperger, síndrome de Rett, transtorno desintegrativo da infância (psicoses) e transtornos invasivos sem outra especificação.
    III – Alunos com altas habilidades/superdotação: aqueles que apresentam um potencial elevado e grande envolvimento com as áreas do conhecimento humano, isoladas ou combinadas: intelectual, liderança, psicomotora, artes e criatividade.

    Sendo assim, a pessoa com doença mental não está incluída no público da SRM. Eu realizo atendimento a pessoas com deficiência intelectual que é bem diferente de doença mental. É necessário que você se aproprie das orientações básicas sobre o AEE. O site do MEC é um bom lugar para começar o estudo.
    Boa sorte!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris. Moro em MG e sou professora de apoio de uma criança de 5 anos com autismo leve e atraso de 3 anos no desenvolvimento mental.Ele está no 2º periodo, mas é como estivesse pela primeira vez na escola. Poderia me passar um roteiro de aula para que eu possa buscar atividades para ele a partir desse roteiro. Obrigada. Josy

    ResponderExcluir

Toda palavra é bem vinda!